Crónicas do Fidalgo

Motores

Dusty Track 2019 - Parte 2

"O Dusty Track começou em 12 de Outubro de 2013. Nesse ano fiz uma viagem com uns amigos até ao Wheels and Waves e nesse evento uma moto deixou-me curioso por causa das suas características. Era uma Aprilia R1000 com pneus de motocross que tinha um sticker do Dirtquake. Depois da viagem, fiz uma pesquisa na Internet e encontrei a página do Festival de motociclismo alternativo que se realiza em Inglaterra. Como não havia nada do género no nosso país, achei que tinha capacidade para recriar este tipo de evento em Portugal. Partilhei esta minha vontade com o Zé Sousa, o Iuri Nunes e o Daniel Cardoso, uma vez que achei que cada um nas suas valências, traria uma mais valia para o Projeto.

No ano de 2013 organizamos o primeiro Dusty Track e criou-se o “Monstro”, o segundo evento do género na Europa.
Com o sucesso da primeira Edição, e com a pressão exercida por todos os participantes, senti-me na obrigação de organizar a segunda Edição nesse mesmo ano.
O Dusty Track transformou-se num Festival com pistas de terra batida para competições de Flat Track em pista de formato oval e Destrucion Dérbi para carros em pista em oito. As competições de Drag Race e Batalhas Medievais com scooters foram realizadas em pistas de asfalto.Ao longo das várias Edições deste evento percorremos algumas cidades Couce -Valongo; Rebordosa – Paredes; Santo Tirso; Alfena- Valongo; Silva Escura – Maia; e Ermesinde - Valongo.
No decorrer dos anos fiz questão que o Dusty Track ganhasse uma identidade muito própria e refletisse os costumes e tradições do nosso País. É um Festival que tem um misto de Arraial, corridas e concentração motard.
O evento foi ganhando de edição para edição uma grande notoriedade, tornando-se bastante popular entre os amantes de duas rodas, trazendo pessoal de todo o país e resto da Europa para correr e assistir a este grande espetáculo de motociclismo.

No dia 11 de Maio de 2019, realizou-se a última edição do Dusty Track, e já me encontro a trabalhar para a 11ª edição que será também a comemoração dos magníficos seis anos deste grandioso Festival.
O Dusty Track tenciona incutir o culto de Flat Track em Portugal, mostrando os seus pontos fortes e tendo como um dos objetivos principais que os participantes tenham cada vez mais motos preparadas para esta modalidade.
As motos usadas devem ser modelos criados especificamente para as provas de Flat Track, com adaptações para pistas ovais. Devem ser muito leves, desprovidas de faróis, piscas e qualquer tipo de vidro e espelhos. Não podem ter travão da frente e os pneus devem ser tamanho 18” e 19” com piso apropriado.
Claro que depois o condutor pode dar o seu cunho pessoal, dando um toque estético à moto em função do gosto e da carteira de cada um.
O Festival Dusty Track já conta com vários parceiros: Moto club de Rebordosa; Nexx helmets; Garagem Central; Cão Vadio; ACF50; Quinta a Fundo; Clinica do Leça e a Tasca da Laura.
O Dusty track é um evento feito por amigos para amigos, no qual criei muitos laços e grandes amizades ao longo destes anos.
Recentemente criei uma Equipa de Competição de Flat Track com o Simão Ferreira e o Ricardo Guerra. Temos motos totalmente preparadas com o intuito de participar nos eventos da modalidade que vão decorrer este ano na Península Ibérica. A Equipa tem como nome Dusty Track flat track team.
No final do mês de Julho rumamos ao Motorbeach, um Festival de motociclismo nas Astúrias. Vamos participar nas corridas e divulgar o Dusty Track em Espanha.
Com esta iniciativa, começamos a ter alguns apoios que passo a citar: Nexx Helmets; Gasolina Super; Jimmy Store; By City Portugal; Black Road; We are Piranha; Los Vagabundos; Cave Criativa; Ink Lovers; Hello movement e Finiconde Financiamentos."

Por Luís Magalhães


ID Luís Magalhães

É o mentor do Dusty Track, um Festival de motociclismo alternativo que faz culto às corridas de Flat Track.
Formado em Eletricidade e automatismos pela E.S. Ermesinde, ficou conhecido desde cedo pelo Eletric Man.
No ano de 2018 foi co-fundador da Empresa de Design: Cave Criativa.