Crónicas do Fidalgo

Motores

Tesla Model S 100D: Um fim‑de‑semana eléctrico

Já há muito tempo que queria experimentar este carro, ou mais propriamente, um eléctrico. Há uns cinco anos um amigo falou-me que queria comprar um carro eléctrico porque era o futuro.
Achei interessante mas discordei que fosse o futuro, pelo menos para já. Achava que a indústria dos combustíveis a diesel e gasolina ainda iam ficar por vários anos. Não só pelo monopólio das grandes marcas mas também pela nossa dependência histórica e cultural.

A questão é que estamos a evoluir na forma como vemos o nosso mundo à mesma velocidade da tecnologia. O que hoje é novidade, dentro de seis meses já está ultrapassado, como um televisor, LCD, plasma, 3K, 4K ou o que queiram chamar.

Na indústria automóvel acontece o mesmo. Dos híbridos aos eléctricos foi um salto. A diferença está no peso do petróleo, que ainda manda no mundo. E é aqui que me quero concentrar. Acho que são duas soluções perfeitamente ajustáveis, nos dias de hoje. Para quem ainda não se habituou à ideia de não ouvir aquele som e sentir o cheiro da gasolina do seu belo 911 ou o diesel do seu jipe e partir para ambas as aventuras, o híbrido é a solução. Tal como eu em relação ao Yoga (risos).

Para quem percebe ou sabe do que falo, tomei a iniciativa de começar pelo Pilates- Holistic Belt e quem sabe, um dia mais tarde, tentarei o Yoga.

Para mim, o Tesla é o Yoga dos automóveis. Não é fácil habituarmo-nos à ideia de estarmos dependentes de autonomia que ainda não parece a indicada mas que nos obriga a repensar o modo como nos comportamos no trânsito, na nossa disciplina enquanto condutores e - aqui entre nós que ninguém nos ouve - é mais fácil de começar que o Yoga (risos).

São 632 km de autonomia que nos obriga a ser mais comedidos com o pé no acelerador, a fazer uma melhor gestão dos nossos recursos. Confesso que não foi fácil pegar neste carro e fazer uma viagem até Matosinhos às 22h, sabendo que se pisasse no acelerador essa autonomia não seria o suficiente para chegar até ao meu destino.

Para isso acontecer, teria que ir a uma velocidade média de 120 km/h. O que não aconteceu. E porquê? Porque este bicho eléctrico anda, meus amigos. MESMO!!! Por isso, lá tive que parar em Fátima, no posto da Tesla, e esperar uma hora para carregar a bateria. E com isto, cheguei bem tarde ao Norte e com poucos kms na bateria.
Calculo que não vale a pena falar sobre a viagem. Noite, uma estrada muito boa e sem carros, imaginem. Bom, termino por aqui.
Durante o fim‑de‑semana, foi uma preocupação com a bateria e as tomadas monofásicas e trifásicas.
Comecei por carregar na minha garagem mas não durou muito porque levei com aquela típica administração de condomínio, que foram chatear o coitado do segurança alegando que estava a consumir electricidade do condomínio.

De uma tomada monofásica!!! Bom, acredito que estas administrações existem por uma causa maior e há que relativizar tudo o resto. Enfim...
Jantei em casa de uns amigos em Fafe e lá foi mais uma ligação à tomada monofásica. Como demorava muito tempo, optei por dormir em casa deles. 13 horas, lá deu uma fôlego para voltar a Matosinhos, para mais uma voltas!

E aqui temos a questão do carregamento. Apesar de a Tesla disponibilizar um carregador que se pode colocar na nossa garagem e que em quatro ou cinco horas carregamos tudo enquanto dormimos, os postos oficiais e parcerias com hotéis, centros comerciais e postos públicos onde também podemos carregá-lo, não acho que sejam os suficientes. A própria marca reconhece isso. Ter um carro destes, merece viajar pelo mundo, sozinho ou com a família, sem muitas preocupações.

Mas aqui, gostei da solução da Tesla. Em Fátima, onde tinha abastecido no Sábado de madrugada, voltei a abastecer na Segunda-feira por volta da hora do almoço. Há um restaurante chamado "Floresta" que criou uma comunidade. A comunidade Tesla, onde famílias inteiras se reúnem ao fim‑de‑semana, pessoas como eu, param para abastecer e assim fazemos parte de uma “família” onde, tal como quem anda de mota, sente esse espírito. Ficamos com a sensação de nunca ficarmos enrascados por qualquer motivo ou pelo mais importante: a falta de energia. Haverá sempre alguém para nos ajudar. Esta comunidade é global e eficaz.

Acredito mesmo que dentro de um, dois anos, esta questão vai deixar de existir porque teremos um ponto de carregamento em todos os postos de abastecimentos, as baterias irão ter mais kms de autonomia e aí, meus amigos. o céu é o limite!
Eu já estou disposto a mudar a minha postura enquanto condutor. E vocês?

1 / 3

2 / 3

3 / 3

Model S 100D

. Aqui conseguem ver todas as configurações do Model S. O que conduzi foi o Model S 100D que faz 4,3 segundos dos 0 aos 100km / h e tem um alcance de 632km (NEDC). O D no fim do nome significa que o carro é all-wheel-drive (AWD), com 2 motores eléctricos (um à frente e o outro atrás).

. Zero emissões.

.O Model S vem - em qualquer um dos modelos - com equipamento padrão que noutros veículos são sempre extras: como sistema de navegação, conexão com a Internet via Wi-Fi, câmara traseira, sensor de estacionamento... Também é possível adicionar 4G ou uma assinatura Spotify Premium.

. O Model S tem uma grande capacidade de armazenamento interior. Transporta todas as pessoas, bagagens, bicicletas, carrinhos de criança e compras que conseguir. Até tem uma bagageira à frente! Bagageira traseira de 750L + bagageira dianteira de 59,5L.

. Características de Segurança. A bateria instalada no piso do carro baixa o centro de gravidade, de modo a que o risco de capotamento seja cerca de metade de qualquer outro veículo desta classe. A estrutura da bateria fortalece o Modelo S contra intrusões de impacto lateral. E sem um motor a gasolina, a bagageira dianteira actua como uma gigantesca zona de absorção de impacto.

. O ecrã táctil de 17 polegadas do Model S controla a maioria das funções do carro. Quando se liga o carro, o utilizador pode ver atempadamente os pontos de carregamento disponíveis no GPS e o automóvel recebe actualizações gratuitas. Isso significa que seu carro vai mudar e melhorar durante a sua vida. As actualizações podem ser de todos os tipos: actualizações de desempenho, capacidade da bateria, interface...

. Poluição livre dentro e fora do carro. Um HEPA de nível médico - exclusivo na indústria automotiva - filtra o ar externo de pólen, bactérias, vírus e poluição antes de circular dentro do carro. Existem três modos: circular com o ar externo, recircular no ar e um modo de defesa de arma biológica que cria pressão positiva dentro da cabine para proteger os ocupantes.

. O Model S tem um coeficiente de fricção muito baixo (0,24) e um design aerodinâmico para ser mais eficiente e gastar menos bateria.
. Mais informações sobre o Model S aqui e aqui.

. Existem incentivos quando se compra um carro elétrico em Portugal. Aqui podem encontrar a informação sobre os incentivos.

Carregamentos

. No que toca ao carregamento, existem 3 opções: em casa, nos pontos de carregamento públicos e nas duas redes de carregamento que a Tesla está a construir (Superchargers e / ou Carregamento no Destino):

- 1.ª Opção - Carregamento diário em casa: Com um wallbox (carregador de parede), que pode adquirir da Tesla, o veículo carrega até 80 km/hora, conseguindo assim que todas as manhãs tenha o carro pronto se assim o desejar. Pode instalá-lo em qualquer garagem, seja ela comunitária ou privada.

- 2ª Opção – Carregadores públicos convencionais, seja na rua ou em estabelecimentos públicos

- 3ª Opção – As duas redes de carregamento que a Tesla está a expandir em Portugal e que existem em toda a Europa:

1) Rede de Supercarregadores situados em pontos que ligam as rotas de viagens de longa distância. Neste momento há 5 Supercarregadores em Portugal com 44 postos individuais de Supercarregamento distribuídos nestas 5 estações e a marca vai continuar a ampliá-la. Praticamente já se pode fazer qualquer tipo de viagem por Portugal e pelo resta da Europa. No mapa conseguem ver pontos a vermelho (Supercarregadores já activos) e pontos em cinzento (os que estão planeados para o futuro). Trata-se de um dos carregamentos mais rápidos do mundo, em 20 minutos carrega à volta dos 250 km. Os usuários não ficam nestas estações para carregar a bateria toda do carro mas sim para fazer uma pequena paragem que lhe permita continuar o seu trajecto.

2) Carregamento no Destino. Com o programa Destination Charging, a Tesla melhorou ainda mais a experiência de carregamento ao associar-se a hotéis, resorts e restaurantes de todo o mundo. Os Carregadores no Destino permitem carregar até 80 km de autonomia por hora, enquanto os proprietários podem ir às compras ou passar a noite num hotel enquanto os seus veículos carregam totalmente. Replica a experiência que um usuário tem em casa. Existe um mapa onde se conseguem ver os pontos disponíveis actualmente (agora existem mais de 125 pontos em Portugal), rede que também cresce de semana a semana. Ambas as opções aparecem no ecrã do carro para que possam planificar a vossa viagem e quando colocam uma rota, aparecem os pontos pelos quais têm de passar para chegar ao destino, tendo em conta a carga do carro nesse momento.

Outro assunto importante é o Autopilot

. O Autopilot (piloto automático) é um assistente à condução. O Autopilot da Tesla é um conjunto de recursos de segurança e conveniência que tornam o transporte pessoal mais seguro e agradável. Desde Setembro de 2014, o hardware do Autopilot é incluído em todos os carros da Tesla. Neste período, a Tesla tem vindo a melhorar o sistema, já que o sistema foi activado em Outubro de 2015 por meio de actualizações over-the-air (OTA).

. Está desenhado para manter a mão no volante e olhar para a frente.

. Optimizado na autoestrada

Autopilot 2: Todos os carros construídos a partir de Outubro de 2016. 8 câmeras, visão 360.º, radar, 12 sensores. O Autopilot 2 permitirá uma condução 100% autónoma no futuro. O Autopilot 2 está a receber actualizações constantes, para melhorar.

Recursos que temos hoje com Autopilot 2:

1. Cruise control

2. Autosteer: segue as linhas brancas da estrada

3. Auto Change line: activando o pisca o carro vai mudar de linha/faixa automaticamente para o lado que selecionou.

4. Autopark

5. Summon: os recursos que temos na aplicação de telemóvel como mover o carro, abri-lo…