Crónicas do Fidalgo

Lugares

Destinos de Inverno: escapadinhas por Portugal

Óbidos Portugal Guide

Portugal tem locais maravilhosos, destinos cheios de história, medievais ou perdidos na Natureza. Hoje partilho convosco aqueles que me aquecem o coração nas viagens de Inverno. Com o frio de Fevereiro, a vontade de viajar continua, mas para destinos cheios de conforto, com ambientes aconchegantes e uma lareira.

Óbidos

É um dos locais obrigatórios no Inverno. Situado perto da costa Oeste de Portugal, fica apenas a 80km de Lisboa. No entanto, nada tem a ver com a capital. Óbidos tem magia própria e muita história. Calçadas portuguesas e produtos regionais são só algumas das razões para visitar a vila. Dentro de muralhas está um castelo bem conservado rodeado de casas brancas. Para além disto, a arquitectura religiosa, com a igreja Matriz de Santa Maria e o Santuário do Senhor da Pedra, as janelas e pequenos largos, encantam qualquer um. A Pousada Castelo de Óbidos pode ser uma óptima opção de alojamento para quem pretende visitar o centro da vila com todo o conforto, num ambiente que une o rústico ao moderno, enquadrado na área do castelo.
Pelo ambiente medieval, romântico e tranquilo, é o destino perfeito para um fim de semana invernal e para fãs de História.

Traveler

Monsaraz

No Alentejo, distrito de Évora, encontramos Monsaraz. É uma das vilas mais antigas e medievais de Portugal, que nos sussurra histórias a cada passo, e a prova disso foi a sua distinção na categoria “Aldeias Monumento” no concurso 7 Maravilhas de Portugal. É totalmente construída a xisto e cal e oferece a melhor vista sobre a Barragem do Alqueva, rio Guadiana, e fronteira com Espanha. O castelo de Monsaraz, construído por D.Dinis, no século XIV, é o ponto alto desta vila, não apenas por ser a principal atracção, mas por ser realmente alto! Para quando a fome aperta, não deixem de apreciar, nos restaurantes de Monsaraz, alguns sabores alentejanos. Migas, açordas ou borrego. A produção de vinhos nesta zona permite que existam nos restaurantes autênticas pérolas, como o vinho Reserva de Monsaraz. No final do dia, não deixem de aproveitar o céu: este é provavelmente o melhor local para ver as estrelas no Alentejo, onde brilham ainda com mais força.

A cereja no topo do bolo? Ficar no São Lourenço do Barrocal. Trata-se de um hotel discreto, que ocupa uma propriedade rodeada de olivais, azinheiras e vinhas, que é possível visitar para tirar o melhor partido da mais pura paisagem alentejana. Para além disto, há por lá muitas actividades disponíveis, desde passeios a cavalo a tours de bicicleta, provas de vinho e voos de balão de ar quente. A riqueza da gastronomia alentejana é imensa, e como tal, este alojamento oferece a simplicidade dos produtos locais aliados à contemporaneidade.

Covilhã

É normal associarmos a Serra da Estrela a um destino de Inverno. É talvez o primeiro que nos vem à mente! No entanto, à sua volta existem destinos igualmente surpreendentes. A Covilhã é um deles. Trata-se do destino com maior procura na Beira Interior. A razão? A proximidade com a Serra da Estrela. No entanto, são muitas as opções para quem visita a Covilhã!

A arte urbana rodeia esta cidade e o contraste entre obras de autores de arte urbana, construídas no WOOL (festival de arte urbana) e as casas em pedra, torna esta cidade inigualável. É esta arte urbana que conta de forma actual a história da cidade, que se desenrola em torno da lã. Neste roteiro existe história aliada ao moderno. É normal encontrarmos estudantes, por força da Universidade da Beira Interior.
Hoje é sobretudo uma cidade de turismo de Inverno. Podemos encontrar por lá o Museu de Lanifícios, instalado no edifício que em tempos funcionou como a Real Fábrica de Panos, mandada construir pelo Marquês de Pombal em 1764. No contexto dos lanifícios, o Puralã Hotel & Spa é uma boa opção de alojamento. Para além de conforto, fornece ideias de experiências para quem visita a Covilhã, todas elas totalmente diferentes, desde programas de spa, a programas destinados a amantes da gastronomia. E por falar nisso, a Covilhã tem opções gastronómicas deliciosas, como o bacalhau com broa, ou o queijo da serra. Para desmoer - e para os amantes da Natureza - podem sempre fazer percursos pedestres pela serra, depois de um belo repasto!

Oi Portugal

Piódão

Situada na Serra do Açor fica a aldeia de Piódão, uma das integrantes da lista de aldeias históricas de Portugal. Esta é a opção ideal para quem procura o contacto com a Natureza. O que marca mais este destino é a sua vista a lembrar um presépio, com pouco mais de cem casas em Xisto. Contam-se menos de cem habitantes. A sua história remonta à idade média, com a instalação do convento dos monges de Cister. Há um local que se destaca do castanho do xisto- a Igreja Matriz da Nossa Senhora da Conceição, um dos lugares a visitar.
Existe a 3,5km a pé, a Foz d`Égua, onde as ribeiras de Piódão e de Chãs d`Égua se encontram e formam piscinas naturais, com água clara para mergulhos no Verão.

Se pretende encontrar o conforto nas noites frias de Piodão, a Casa da Padaria pode ser a opção ideal. Trata-se de uma casa que foi outrora uma padaria e serve hoje de alojamento de Turismo Rural. Situa-se na rua principal de Piodão, o que facilita o seu acesso. Este é um alojamento que respeita totalmente a arquitectura e os materiais típicos de Piódão, o xisto e a madeira, e onde é possível encontrar registos do passado como padaria, através dos fornos e utensílios para fazer pão.

A beleza destes destinos faz com que sejam ideais para visitar em qualquer altura do ano, mas no Inverno o seu encanto é outro. Acreditem, vale a pena visitar todos, seja em grupo, sozinhos, ou acompanhados por alguém especial.