Crónicas do Fidalgo

Experiências

A Matança Ritual de Gorge Mastromas

Filipe Ferreira

Fui ao Teatro Nacional D. Maria II ver a peça “A matança Ritual de Gorge Mastromas” e saí de lá com a sensação de que o mundo está entregue a ninguém e a toda gente.

A questão da justiça nos nossos actos é cada vez mais interpretada pelos nossos interesses, que se vão apoderando do nosso juízo de valor.

Tal como a mentira que, de tanto a contarmos, se torna verdadeira.

Tive aquela inveja boa de querer fazer parte daquela história, de partilhar o palco com aqueles actores. Alguns que conheço e admiro, outros que passei a admirar. Talvez por isso não teria lugar ali. Porque está tudo tão bem encaixado. Cada actor a dar o seu cunho à sua personagem, tornado-a única.

Parabéns.

A peça vai estar em cena até 28 de Junho.

1 / 3

Filipe Ferreira

2 / 3

Filipe Ferreira

3 / 3

Filipe Ferreira