Crónicas do Fidalgo

Experiências

Dancemos pela Esclerose Múltipla!

É uma doença crónica, inflamatória e degenerativa que afecta o Sistema Nervoso Central. A Esclerose Múltipla (EM) surge com frequência entre jovens adultos, entre os 20 e os 40 anos de idade. Em todo o mundo, estima-se que existam 2.500.000 pessoas com EM (dados da Organização Mundial da Saúde). Em Portugal, mais de 8.000 (Gisela Kobelt, 2009).

Para valorizar as capacidades da pessoa com deficiência e para sensibilizar a sociedade para a integração social dos doentes afectados por EM, a SPEM - Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla lançou um desafio: dançar contra a doença, ao som dos portugueses HMB.

Em colaboração com a equipa de artistas e criativos dos Ritmos Urbanos, foram criadas quatro coreografias, adaptadas às diferentes capacidades motoras, para que cada uma delas seja inclusiva. O importante é que todos possam dançar: sejam doentes, familiares, cuidadores ou a comunidade, em geral!

“Naptel Xulima”, dos HMB, é a melodia que anima as quatro coreografias. A escolha prende-se com a mensagem positiva que a música transmite: “Sê livre para viver, não percas tempo a chupar limão”.

Lanço-vos um convite: escolham a coreografia que melhor se ajusta às vossas capacidades, treinem os passos, filmem um vídeo e enviem-no para coreografias@spem.pt

Os vídeos serão depois avaliados por um júri, que escolherá os oito melhores. Os seus autores serão premiados com bilhetes para eventos culturais, desportivos ou de turismo (adaptado).

O culminar da iniciativa acontecerá no dia 4 de Dezembro, dia Nacional da Esclerose Múltipla, em que será partilhado um vídeo final com as várias participações.

Abracemos esta causa! Dancemos por ela!