Crónicas do Fidalgo

Experiências

Sabem o que me deixa arrepiado?

Gosto de beber a poesia que a vida tem para oferecer. De estar atento a todos os “frames” que me passam pelos olhos. E como todos os bons filmes, também a minha vida tem uma excelente banda sonora a acompanhar! Partilho convosco alguns dos álbuns/músicas que mais me marcaram: uns que tenho trazido comigo ao longo do tempo, outro que foi uma excelente descoberta recente.


1. Red Hot Chili Peppers
“Californication” - 1999

Desde as letras ao instrumental, tudo neste álbum me lembra viagens sem destino ou fim à vista, vento na cara e o coração a palpitar ao som do motor!
Não é de estranhar, há por lá uma música com o título “I Like Dirt”.

“The earth is made of dirt and wood
And I'd be water if I could
Live in a dream in your stream
Live in a dream

Some come up and some come young
Live to love and give good tongue
Sit down, get down in the sun
Rocket to the woman is on the one

I like dirt, I like dirt
I like dirt, I like dirt”


2. Sade
“Lovers Rock” - 2000

Tenho uma veia romântica, confesso. E se há álbum que me deixa com todos os sentidos despertos, é este. Excelente acompanhamento para um jantar com aquela pessoa especial. Fica a dica!

3. Michael Kiwanuka
“Love&Hate” - 2016

Que álbum, meus amigos!!! Que álbum!!! Toca na alma. Deixa uma homem com vontade de amar e sofrer pelo amor, por amor e para amor!!!
Talvez porque precise disso para me fazer à estrada numa madrugada de sol quente e manter esta sensação que fica no coração, dói mas que é como gasolina para me manter à flôr da pele. Vêem? Eu avisei que tenho uma veia romântica!

4. Greta Van Fleet
“When the Curtain Falls”


É o primeiro single de “Anthem of the Peaceful Army”, da banda americana de rock Greta Van Fleet. Descobri-os na altura do Lollapalooza deste ano (festival de que falei aqui: http://cronicasdofidalgo.pt/experiencias/2018-08-17--Alguns-d-Os-Melhores-Festivais-de-Musica-do-Mundo). Duas coisas a ver e ouvir com atenção: o festival e esta banda !!!!


É que há albuns e músicas tão bons, mas tão bons… que até arrepiam!