Crónicas do Fidalgo

Closet

Warrior: uma marca com sabor agridoce

Um acidente pode mudar completamente a nossa vida, em poucos segundos. Para Nuno, ex-forcado amador, o imprevisto teve um sabor agridoce.

Como conta a NiT, estávamos num belo dia de Agosto quando Nuno, à data com 26 anos, decidiu trocar a praia pelo treino de preparação para mais uma grande corrida de touros. Nesta, participavam cavaleiros conhecidos como Joaquim Bastinhas ou João Teles Jr. Era um dia importante onde Nuno ia fazer aquilo que já tantas outras vezes tinha feito: pegar o touro.

Correu mal! Nuno ficou tetraplégico. Uma queda aparatosa roubou-lhe todos os movimentos do corpo do pescoço para baixo. “Fui tranquilamente até meio da arena. Chamei o touro e quando o peguei, caí enrolado no chão. O animal desequilibrou-se e caiu por cima de mim. Aí ouvi logo o pescoço a estalar”, conta Nuno à NiT.

Entre o processo de internamento e de reabilitação, o jovem teve tempo para se adaptar e pensar sobre as condições da sua nova vida. Reaprendeu as actividades básicas como tomar banho, comer e até deslocar-se. É importante salientar que, ao contrário do que muitos podem pensar, o Nuno pode voltar a fazer os desportos radicais que tanto apreciava como saltar de pára-quedas, fazer surf ou andar de handbike. Senão, vejam:

Mas diante da sua nova realidade, era preciso pensar sobre ao que podia dedicar a sua vida. Por isso, o jovem não perdeu tempo e decidiu pôr em prática um sonho antigo. Criou uma marca de roupa inspirada e especialmente desenvolvida para o streetwear. As primeiras colecções foram dedicadas ao lema que o acompanha "Nothing is impossible" e, posteriormente, surgiu o nome da marca, Warrior.

“Warrior” que, traduzido para português, significa “guerreiro” fez jus à sua história. Nuno, agora com 32 anos, é sem dúvida um lutador. De um infortúnio da sorte saiu-lhe a possibilidade de traçar novas metas.

O sucesso da primeira colecção deveu-se, em grande parte, à dinamização feita nas redes sociais. Era o alento que lhe faltava para continuar. Desde então, nunca mais parou. Um leigo na matéria de criação e venda de roupa fez disso a sua vitalidade.

Para além da vertente prática e utilitária da roupa, a marca desenvolve ainda uma colecção cujo valor reverte, em parte, para uma associação. Afinal, hoje para Nuno é importante ajudar quem também possa ter, ainda que por instantes, a sua vida suspensa.

1 / 3

2 / 3

3 / 3

A marca desenvolve linhas masculinas e femininas e os valores das peças rondam entre os 20€ e os 50€. Aqui, encontram-se sweats, casacos, polos, calções e bonés. Tudo com uma pinta muito desportiva e com um orgulho 100% português! Afinal, segundo o Nuno, “mais do que uma marca é uma forma de estar. Não é uma marca para pessoas que se acomodam. É para quem nunca desiste, para guerreiros urbanos, como gosto de chamar.”

Podem saber mais sobre a Warrior aqui!