Crónicas do Fidalgo

Closet

Lobo Apparel: A robustez de uma marca

“Lembro-me como se fosse hoje. Ia de mão dada com ele até às serrações, antigos armazéns, e ficava ali a olhá-lo, enquanto escolhia as madeiras em bruto”, é a confidência que Bruno Pereira, de 42 anos, faz em entrevista à NiT.

Há cerca de 7 anos, este designer gráfico decidiu pôr em prática uma das suas ambições: criar uma marca de casacos de lã que estivesse estritamente ligada à tradição portuguesa. Posteriormente, esta estendeu-se a botas e sapatos de trabalho, "daqueles que se usam na pesca ou na agricultura”. inspiradas no design tradicional “para não fugir muito àquilo que é autêntico e dei-lhe alguns retoques”. Tudo isto para homenagear o avô, Manuel Lucas, que hoje tem 91 anos.

Procurou fábricas que produzissem estes artigos e, uma vez encontradas (no Norte e Centro do país), percebeu que teria de criar um logótipo para lançar a marca. Só podia ser o rosto do avô. A marca chama-se “ Lobo Apparel, porque "é isso que o meu avô é: um lobo solitário que sempre escolheu o seu caminho. Sempre rijo e persistente, como a madeira que escolhia para trabalhar”.
E a mensagem da marca é tão importante quanto a qualidade dos produtos que, para além de pouparem o planeta, estão focados no respeito pelas tradições portuguesas.

1 / 7

Alexandre Murtinheira

2 / 7

Alexandre Murtinheira

3 / 7

Alexandre Murtinheira

4 / 7

Alexandre Murtinheira

5 / 7

Alexandre Murtinheira

6 / 7

7 / 7

As propostas da Lobo Apparel estão à venda no site oficial da marca. Podem ainda ser encontradas num showroom, na rua Cintura do Porto, Bloco B, 4.º A, na Matinha, em Lisboa.