Crónicas do Fidalgo

Closet

Paulino Spectacles - De olhos postos no legado

Os trabalhos artesanais merecem-me o máximo respeito e apreço. As horas investidas a trabalhar minuciosa e dedicadamente um produto, desde a sua origem, as técnicas passadas de geração em geração, os materiais de qualidade de que são feitos e que são uma espécie de passe para a intemporalidade… Tudo isto me fascina. É por isso que, quando descubro marcas - ainda por cima, portuguesas - alicerçadas nestes princípios, sinto vontade de as partilhar com o mundo! E o que é esta plataforma senão um pedaço do meu mundo?

A história da Paulo Spectacles começou a escrever-se no final de 1930, quando Bernardo Paulino Pereira abriu a sua primeira óptica, em Santarém. Os seus passos continuam a ser seguidos, hoje em dia pela terceira geração da família, que preserva o legado da criação de óculos de forma artesanal e com assinatura portuguesa.

E como a noção de legado é fundamental para a marca, não é de estranhar que exista uma colecção dedicada à família, “a base da cultura portuguesa”, como dizem, que espelha os valores das três geração da Paulino Spectacles. No fundo, o que é a família senão “as relações que moldam as nossas identidades”? Tão verdade.

1 / 8

2 / 8

3 / 8

4 / 8

5 / 8

6 / 8

7 / 8

8 / 8

Mas as raízes, além da família, fazem-se de territórios. É por isso que a marca criou uma colecção inspirada em alguns dos mais belos locais de Portugal, que é ao mesmo tempo um tributo à história do país e à influência que tem nas nossas vidas. É lá que podemos encontrar modelos como Moel, Nazaré, Óbidos e Santarém.

E há ainda outra colecção, que pediu o nome emprestado a uma palavra tão nossa, “Saudade”.

Vejam por vocês próprios aqui um belo exemplo do que se faz na área da óptica em Portugal.